quinta-feira, 19 de julho de 2007

Cap 12

Hermione saiu do banheiro feminino ocupado pela murta que geme satisfeita. A poção polissuco estava quase pronta. Pena que ainda não tinham convencido Rony a tomá-la, pensou divertida. Quando chegou ao corredor da sala cumunal encontrou Rony e Harry que vieram em sua direção
-E aí?- Harry perguntou
-Esta tudo saindo bem. Se continuar assim, poderemos por o plano em prática na semana que vem
Rony fez uma careta
-mas já?
-Rony, não faça esta cara! Sabe que precisamos descobrir o que o Malfoy esta aprontando!- Harry reclamou
-O Harry tem razão Rony – Hermione falou
Eles seguiam pelo corredor quando Gina apareceu
-Harry!- Ela gritou- finalmente eu te achei! Estava te procurando por toda parte! Onde se meteu! Aliás, ultimamente você anda sumindo muito pro meu gosto...- ela olhou para Rony e Hermione- estão aprontando alguma não estão?
-Gina, não estamos aprontando nada- Harry respondeu, mas ela não parecia satisfeita
-Eu já estou cansada de ser colocada em segundo plano! – ela gritou batendo o pé no chão – quero saber agora o que esta acontecendo!
-Para com isto Gina! – Harry pediu já se enfurecendo
-Não paro ate você dizer porque vive pelos cantos com estes dois e me deixa sozinha!- Continuou gritando, até que os estudantes começaram a prestar atenção
Harry se encheu daquele ataque de Gina e a segurando pelo braço, se afastou com ela ainda gritando
Rony e Hermione se entreolharam
-Ainda bem que você não é como a Gina!- ele falou aliviado
-Mas ela tem um pouco de razão de se sentir assim, se fosse eu...
Rony riu
-Você é diferente dela! Imagina que ia fazer birra deste jeito
Hermione não comentou. Melhor ficar quieta mesmo. Mas pensava se Harry fosse seu namorado, ela talvez agisse como a Gina.
Harry bateu a porta da sala cumunal com força ao entrar e se sentou. Ainda bem que aquela hora da noite não tinha ninguém ali. Passara horas discutindo com Gina. Estava de saco cheio dos chiliques de Gina. Ela não entendia que havia coisas mais importantes do que encontros em Hosgmeade. Droga! O mundo bruxo estava de cabeça para baixo e ele não podia fazer nada! Ele queria estar na fora lutando com os outros bruxos para dar um fim a Valdemort. Para vingar a morte de Dumbledore. Sentia-se inútil. Mas agora que finalmente achara uma pista, ele tinha que correr atrás. Porém envolver Gina estava fora de questão. Ela jamais entenderia. Com Hermione e Rony era diferente. Eram seus amigos e estavam sempre com ele. Desde o inicio. Por que Gina não entendia?
De repente a porta se abriu a alguém entrou. Ele praguejou. Não estava afim de falar com ninguém.
-Oi Harry- ele ouviu a voz de Hermione
-Oi
Ela ficou parada no mesmo lugar. Nas mãos tinha vários livros. E ele sorriu sem querer. Quando é que Hermione não estava com seus livros? Lembrou-se de como a relação deles andara balançada e como tudo se resolvera finalmente. Estava feliz de tê-la como sua amiga de novo.
-O que você tem? – ela perguntou – estava brigando com a Gina, não é?
-Sim, estava. Ela não entende que não posso contar tudo a ela e isto me irrita!- desabafou
Hermione sentou ao seu lado
-Harry, é natural ela ficar irritada!
-Mas ela tinha que entender! Parece que não percebe o perigo que vivemos!
-nem todos pensam como você
Ele a encarou
-Você pensa!
Hermione baixou a cabeça
-é diferente. A quanto tempo estamos juntos nesta?
-há muito tempo
-Gina é mais nova, e também ela é sua namorada, isto é bem diferente!
-As vezes eu queria que ela fosse como você - Harry soltou estas palavras que surpreenderam até ele mesmo. Mas esta era a verdade. Queria que Gina fosse como Hermione.
Hermione o fitou com o coração na boca.
Droga! Porque ele dizia aquelas coisas? Justo agora que parecia que tudo estava voltando ao normal? Não queria que ele a comparasse a Gina. Não era justo. Respirou fundo, tentando ordenar os pensamentos
-As pessoas são diferentes umas das outras Harry. Gina é quem é, e é por isto que se apaixonou por ela.
-Sim, você tem razão. É que... eu só queria que ela entendesse a minha situação.
-Ela quer sua atenção, só isto.
-Mas eu não posso ficar o tempo todo com ela. Tenho outras obrigações, muito mais importantes.
-Acho que ela sabe disto. Mas quando estamos apaixonados, queremos ficar o tempo todo com a pessoa que gostamos.
-Como você e Rony. – Harry comentou pensativo e Hermione corou
-Sim, claro. Mas a diferença é que eu e Rony somos amigos apesar se sermos namorados. Então é mais fácil. Temos os mesmos objetivos. Se eu não fosse amiga de vocês talvez estivesse igual a Gina dando petit por aí!
Harry riu
-Dificil de imaginar dando petit!
Hermione sorriu e deu de ombros
-Pode ser.
-E o que você sugere que eu faça?
-Pode começar dando um pouco mais de atenção, eu posso muito bem preparar a poção sozinha. Não preciso de você e Rony me pajeando. Então pode ter mais tempo com Gina. Acho que ela ia gostar muito.
-Vou seguir seu concelho. – ele a fitou com um sorriso- o que seria de mim sem você, Hermione?
Com estas palavras ele subiu para o dormitório e Hermione deu um sorriso triste.
O dia estava frio e Hermione desceu para a sala cumunal e viu um monte de meninas reunidas em volta de Gina, que quando a viu pulou do sofá e veio em seu encontro
-Hermione, esta convidada, ou melhor, convocada, para uma festa só de meninas!
-O que?
-Sim! Vamos dar uma festa daqui há três dias somente para meninas! Não é o máximo!
-Se você diz!
Gina voltou a atenção para as outras meninas que tagarelavam sem parar sobre a tal festa e viu Harry e Rony num canto
-Bom dia! Vocês viram? – Apontou para as meninas
-Sim, eu vi. Gina parece ter arranjado um jeito de passar seu tempo sem Harry! – Rony riu
-isto não tem nada a ver Rony!
-é serio! Agora que eles deram um tempo...
-Como é que é?- Hermione achou ter ouvido errado as palavras de Rony
-Harry e Gina deram um tempo!
Hermione olhou para Harry
-Isto é verdade?
-é- ele respondeu lacônico
-Mas ontem nós conversamos e...
-Sim, eu estava disposto a segui os seus concelhos, mas resolvi que seria melhor darmos um tempo
Hermione olhou de novo para Gina reunida com as outras garotas.
-Ela não me parece chateada...
-Isto não me importa! Vamos tomar café! - Harry saiu da sala como uma bala e Hermione fitou Rony
-Não entendi nada
-Nem eu. Mas é melhor a gente nem perguntar. Percebi que ele não quer falar sobre o assunto. Além do mais acho que este tempo não dura nem um dia!
Hermione seguiu Rony pensativa
Quer dizer que Harry pedira um tempo a Gina?
Ela ficara estupefata com esta decisão dele. Mas era bem a cara de Harry fazer uma coisa destas. Estava tão preocupado em descobrir o segredo sobre Malfoy que decidira deixar Gina de lado. E Gina ia dar uma festa. Hermione chegou a conclusão que a tal festa de Gina não passava de provocação. Na certa queria dizer a todos que não se importava com o fora de Harry. Ou talvez quisesse causar ciúmes.
Hermione nem se ateu nas suas próprias reações a esta noticia. Ela não tinha que pensar nada. Não tinha nada a ver com o assunto. Então porque, bem no fundo de seu coração, sentia uma satisfaçãozinha horrível?
Sim, horrível, pois não seria certo ficar feliz com o término do namoro de Harry.
Mas não conseguia impedir de seu coração bater feliz.

2 comentários:

Jhonathan disse...

Ju vc é muito boa mesmo!!!!
J.K Rowling tenke se cuida pq vc pode tomar o lugar dela!!!!!
ADOREI sua fic é uma das meiores ke já li!!1

Priscila disse...

Juuuuuuuuuuuuuuuuuu...

Simplesmente adorei!!! Harry e Gina dando um tempo??? Ai... ai... como o cora�o da Hermione vai se segurar diante disso??? Hum... se bem que nao quero que se segure...
No fundo... Harry sabe, ele disse que queria alguem como a Hermione, e ele disse isso pq no fundo ele que a ela... s� nao admitiu isso ainda... e ela tbem o quer...
Quero logo que eles assumam isso de vez... e q rolem mais beijos... hahahahahahaha
Nao demora mto nao ein Dona Ju...