terça-feira, 3 de julho de 2007

Cap 11

Não era a toa que Gina estava enfurecida
-Gina, calma, eu... – Harry tentou falar.
-Calma?! Não me venha pedir calma!
Harry encarou o rosto vermelho da namorada se sentido culpado. Tinha se esquecido completamente de Hogsmeade depois que se deparara com o misterioso pergaminho na sala da Sonserina.
-Vamos Harry, estou esperando. – ela batia o pé no chão - posso saber o que estava fazendo que me deixou na mão?
-Nós estávamos indo para Hogsmeade, mas surgiu um imprevisto...
-Imprevisto? – Gina agora esbravejava atraindo a atenção de outros alunos que estavam ali – que tipo de imprevisto pode ser mais importante do que eu?
-Gina, para com isto - Harry tentou acamá-la. Tinha que contar o que ele e Hermione haviam descoberto, mas não ali na frente de todo mundo. Então lembrou-se que outra pessoa havia levado um bolo. – Onde esta o Rony?
-Pouco me importa onde esta o Rony! Não muda de assunto Harry, temos quer ter uma conversa muito séria...
Harry começou a se irritar
-Você não esta conversando, você esta gritando!
-Ah... Não fala assim comigo!
-Chega de escândalo, Gina.
-eu não estou fazendo escândalo!
Harry olhou em volta e viu Hermione sentada no sofá perto de Rony. Ela contava algo a ele e Harry adivinhou que ela estava explicando o que tinha acontecido. Pelo menos Ron não era temperamental como Gina. Senão seria mais um a dar escândalo. Mas ele parecia apenas desapontado. E Harry sentiu-se estranhamente mal.
E sem atinar para o que estava fazendo, ele aproximou-se de Ron e Hermione
-Hei, o que esta fazendo, aonde vai? - Gina perguntou atrás de si
-Ron, a Hermione já te contou?
Rony levantou a cabeça e encarou Harry
-mais ou menos. Disse que encontraram outra passagem...
-Acho que devemos ir conversar em outro lugar – ele trocou um olhar de entendimento com Hermione
-Sim, vamos Rony. Vamos pra outro lugar - ela pegou a mão de Rony e se afastaram com Harry atrás. Mas Gina os interceptou
-Onde pensam que vão? Eu e Harry temos um assunto importante pra tratar, não pode ir com vocês!
Harry se irritou com aquela atitude de Gina.
-Você não manda em mim, Gina. Eu vou sair porque tenho algo mais importante para falar com Rony e Hermione do que agüentar seus chiliques! Com licença!
Ele saiu da sala sem olhar pra trás. Ainda podia ouvir Gina gritando, mas não voltou. Ela tinha passado dos limites. Claro que iria chamá-la pra vir com eles, assim explicava pra ela também. Mas a atitude imatura dela o irritara muito.
-Ela esta muito brava com você – Rony comentou
-Ela fica brava com qualquer coisa - Harry comentou irritado.
Rony trocou um olhar com Hermione que fez sinal para ele não falar mais nada.
Eles foram para perto do lago e Harry e Hermione contou a Rony o que tinha acontecido. Claro que ocultou a parte da briga deles.
-Infelizmente não conseguimos achar nada que possa nos ajudar a entender o que esta escrito ali.
-E que história é esta do Malfoy?
-Não sabemos se é verdade. Sabemos apenas o que aquela aluna disse. –Hermione respondeu cautelosa
-Mas nós vamos descobrir- Harry falou pensativo.
Hermione observou seu semblante determinado. Deveria saber que Harry não descasaria até achar Malfoy e Snape. E claro, Lord Valdemort. Sentiu um arrepio de medo que nada tinha a ver com a o frio da tarde que caía.
-Então foi por isto que não apareceram em Hogsmeade- Rony comentou. Hermione e Harry trocaram um olhar culpado
-me desculpe, Rony - Hermione aproximou-se dele – mas ficamos tão envolvidos com estas descobertas e... quando vimos já tinha passado da hora! Além do mais, nem tínhamos permissão pra ir. Íamos burlar as regras!
-Claro, eu entendo. Também faria a mesma coisa! - Ron sorriu tristemente e a abraçou pelos ombros. Hermione não soube dizer por que se sentiu desconfortável Rony olhou receoso para Harry – Mas Gina...
-Eu sei. Vou conversar com ela – Harry falou sério. E levantou-se ávido por sir dali. Por mais que tentasse não conseguia se acostumar com Rony e Hermione juntos. – e vou fazer isto agora. a gente se vê mais tarde.
Ele ia se afastar quando Ron pareceu lembra-se de algo
-hei, espera aí - ele olhou de Harry para Hermione – vocês não estão mais brigados? Estão se falando numa boa?
Harry fitou Hermione e os dois sorriram
-sim, estamos – Harry respondeu simplesmente e se afastou
Ron olhou incrédulo para Hermione
-é sério?
Hermione gargalhou
-é sério sim.
Ron respirou aliviado
-Ainda bem! Estava ficando doido com esta briga de vocês!
-Ron, você não ficou mesmo chateado por eu não ter ido a Hogsmeade?
-Bem... um pouco. Mas sabendo o que estavam fazendo... tipo, sabendo que estão investigando como pegar o Malfoy, fica tudo bem
-que bom- ela sorriu aliviada e ele a beijou.
Hermione fechou os olhos, procurando sentir algo mais, algo como o que sentira quando Harry a beijara. Mas sabia que estava sendo tola.
Tinha que parar de pensar nestas bobagens. Principalmente agora que ela e Harry tinham voltado as boas.
Era isto que importava. Seu melhor amigo estava de volta.
Só esperava que ele conseguisse resolver os problemas com Gina
Pela explosão dela quando chegaram a sala cumunal ela ficara bem nervosa.
Também, quem não ficaria?
Harry voltou para a sala cumunal disposto a ter uma conversa séria com Gina.
A encontrou num canto da sala conversando com algumas meninas.
Assim que o viu, ela aproximou-se dele
-Harry!
-Oi Gina, precisamos conversar.
As outras meninas se afastaram e ele sentou ao seu lado
-Gina, primeiro eu quero pedir desculpas por hoje. Não era a minha intenção. Mas você tem que entender que é muito importante pra mim, saber aonde esta o Malfoy
-Malfoy? O que tem o Malfoy a ver com isto?
Harry ia começar a contar pra ela o que tinha acontecido, mas se calou. As vezes esquecia que Gina não era como Rony e Hermione. Gina não era sua amiga. Era sua namorada. E sinceramente, ele achava que não devia metê-la nesta confusão. Provavelmente ela não entenderia. E nem seria capaz de ajudá-lo.
-é que achamos um novo túnel que sai da passagem e fomos parar na sala da Sonserina
-na Sonserina?
-sim, e não conseguimos sair de lá! Aí quando vimos que já era tarde decidimos ir para a biblioteca.
-Tudo bem, então. Mas ainda preferia que tivesse ido ficar comigo.
-eu sei.
-pelos menos a sua detenção esta acabando! Só mais um mês e então teremos os sábados livres! Ela o abraçou
-Sim.
Neste instante a porta se abriu e Hermione e Rony entraram.
-pelo visto Gina não arrancou seus olhos – Ron comentou divertido
-como você é bobo Rony! - Gina criticou o irmão.
-então o Harry te contou que... - Harry fez um sinal por trás de Gina para Rony não falar, mas o amigo pareceu não entender, mas Hermione percebeu o que estava acontecendo e beliscou o namorado.
-Sim, aposto que o Harry contou tudo! Não precisa repetir Rony!
-Bem, eu vou dormir, sempre que vou a Hogsmeade fico um trapo e amanhã tem aula cedo. Boa noite! - Gina se despediu e subiu para o dormitório
Hermione esperou Gina desaparecer de vista e fitou Harry
-Não contou a ela, não é?
-Não contou? Então como é que ela te perdoou? – Rony indagou
Harry deu de ombros
-ela sacou que estava sendo exagerada, alem do mais, eu contei metade da história. Disse que encontramos outro túnel e que fomos parar na sala da Sonserina e ficamos presos lá e quando conseguimos sair já era tarde.
-só isto? E o lance do Malfoy?
-Não quis envolvê-la nisto
-O que vamos fazer agora?- Rony perguntou
-Vamos ter que continuar investigando. Pensaremos em algo.
-Sim, amanha a gente continua a conversa, pois também estou morta de sono – Hermione levantou-se – boa noite para os dois.
Ela subiu para o dormitório e Rony fitou Harry
-cara, nem acredito que você e a Hermione voltaram a se falar! Como isto aconteceu?
Harry deu de ombros
-eu não sei. Acho que precisávamos de um pouco de ação. Sabe como ela é: vive dizendo que detesta quebrar as regras, mas no fundo é isto que a motiva.
-que bom que tudo voltou ao normal! Não agüentava mais aquele clima chato!
-eu também não - Harry respondeu simplesmente
O amigo não fazia idéia do quanto, pensou.
-e então?- Rony perguntou a Harry na manhã seguinte
Os três estavam próximos ao lago e estavam somente esperando Gina se afastar para voltar ao assunto das descobertas
-Eu fiquei pensando em como descobrir mais coisas ontem à noite e acho que o caminho mais fácil é com Goyle e Crabbe.
-Como assim?- Hermione perguntou
-Lembra da conversa daquelas duas ontem? A que fica com Crabbe disse que outra que deveria ficar com o Goyle, pois assim ele poderia conter-lhe mais coisas
-e como acha que os dois idiotas contariam alguma coisa a gente? – Ron indagou
-a resposta está no pergaminho que encontramos ontem. Onde ele esta Hermione?
Hermione pegou o pergaminho que estava no meio de seu caderno e entregou a Harry
-Não descobrimos o que são os símbolos Harry!
-Não estou falando dos símbolos e sim o que estava aqui antes
-a poção polissuco?- Hermione entendeu – quer que preparemos uma poção polissuco?
-Sim.
-Harry, já fizemos isto antes e lembro que não deu muito certo.
-mas dará desta vez!
-e iremos nos transformar em Crabbe e Goyle de novo? – Ron tentou entender
-Não. Iremos nos transformar nas alunas da sonserina!
-Ficou doido?- Hermione e Rony falaram ao mesmo tempo
-isto é absurdo – Hermione completou
-Por quê? Se fingirmos serem elas, podemos tentar fazer com que nos conte sobre Malfoy!
-Mas você esqueceu-se de uma coisa: somos garotos! – Ron exclamou horrorizado
-Ron, precisamos saber onde esta Malfoy e esta é a única maneira!
-Não, definitivamente não! Como vamos convencer que somos garotas? E acha que teremos que fazer o que para conseguirmos as informações?
-Talvez alguns beijinhos no Goyle resolva! – Hermione não resistiu em provocá-lo e caiu na gargalhada com sua cara de horror
-Não! Eu não faço isto! Tem que ter outro jeito!
-é o único jeito, Ron - Harry argumentou
-Fala pra ele Hermione! Fala que esta idéia é absurda!
-Não, a Harry tem razão. Por mais absurdo que parece, esta é a única solução que temos no momento!
-agora os dois ficaram doidos!
-Rony, fique calmo!- Hermione colocou a mão em seu ombro- se você acha ruim beijar o Goyle, pode ficar com o Crabbe! – ela não resistiu mais uma vez em provocar o namorado e desta vez ela e Harry caíram na gargalhada
-Não é engraçado! Harry, vai me dizer que quer beijar um daqueles nojentos?
-Claro que não Rony! – Harry tentou parar de rir- não vamos precisar chegar a tanto! Basta enrolá-los um pouco e fazê-los falar
-eu não sei... Isto não vai dar certo
-vai sim, Rony. Vou agora mesmo pegar tudo para preparar a poção, lembre-se que leva um mês para ficar pronta. – ela fitou Rony, séria - esta vendo, Rony terá um mês para se acostumar com a idéia de beijar o Goyle!
Ela e Harry morreram de rir de novo para desespero de Rony

2 comentários:

Julia disse...

oiiii juh
aki é a júlia do orkut , nossa eu to amando sua fic a melhor mesmo...
continua ok!

Patricia disse...

você é um mau exemplo, Juliana.
eu, sinceramente, não torcia pra ninguém, se o Harry ficasse com a Cho, Hermione, Rony(xP). Pra mim, era tanto faz.

mas agora, cá estou eu torcendo pra mais um ship.
tudo culpa tua. se não eu não ia sofrer no próximo filme. ¬¬'

e eu vou te encher tanto, mas tanto pra atualizar a fic como pagamento de vcs não virem pra campinas.
vc tá ferrada. ^^